Caráter

Guimarães Rocha*

Traço geral dos habitantes
Neste lindo Planeta
Pouco desenvolvimento
Da moralidade positiva

Caráter real negligenciado
Substituído por aparências sociais
Intenções ocultas

Sorrisos e discursos fáceis
Explorações malsãs

Se a imensa maioria
Reivindica para si a propriedade
Do bom caráter…
De onde surgem
Então:
A pobreza e a miséria
Abandono de incapazes
Abandono do amor?

Não bastam virtudes isoladas
E os simulacros de virtudes
São tanto perversos quanto
As hipocrisias reinantes

Ineficaz também
A conhecida virtude negativa:
Não praticar o mal

Eis o comodismo irresponsável
Lavar as mãos diante do crime
Ocultar-se no egoísmo
Contentar-se na confortável condição
De mera testemunha
Evitar qualquer envolvimento
Que nos retire do momentâneo conforto

Como evitar o choro
E o ranger de dentes
Quando se esgotar o cálice passageiro
Que mantém a insensibilidade?

O caráter é guardado na consciência
— E que terrível consciência
Será aquela culpada por omissão
Ou atitudes pecaminosas
A implorar por Deus misericórdia
Se aquilo a que chamamos salvação
Nada mais é que a consciência tranquila
Diante do Universo que nos abriga…

Nós somos e teremos por fim
A soma e o salário
Conforme o nosso caráter

(*) Poeta, escritor. Membro fundador da União Brasileira de Escritores (UBE-MS). Membro efetivo da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras.

Grandezas da Literatura Sul-Mato-Grossense

Segunda Edição revista e atualizada.
Uma construção que nos faz tocar estrelas.

Esta obra de Guimarães Rocha é uma sondagem reveladora.

Um arranha-céu ornamentado por uma constelação de ilimitados valores. A Literatura, um choque de sonho e de razão.

O céu está aí o tempo todo, ainda se esses ninhos de estrelas prosseguissem aparentemente ignorados por algum olhar. A árvore carrega e frutifica, forra o chão e se mantém generosa sem contar se o passante saberá colher.

O tempo está carregado. Será que vai chover? Do chão o milagre brota sem cessar, alimentando a nossa vida. Este livro é um banquete e os frutos são de variado sabor. Cada qual com sua grandeza. Qual será o maior, ou melhor? Dependerá do paladar e do viés da visão.

O autor aqui homenageia valores que se reuniram à luz da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras. Em memória e em atividade no corpo físico. Céus tenebrosos, manhãs de sol, transcendental licor.

Guimarães Rocha é uma das grandezas. Fruto maduro, sal da Terra.


Gutemberg Honorato de Moura – Jornalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.