ENTREVISTA GUIMARÃES ROCHA PARA REVISTA PIÚNA

POR SYLVIA CESCO, FEVEREIRO 2021

1. Sylvia Cesco: Quando se deu seu ingresso para a UBE/MS?
Como conheceu esta Instituição?
Guimarães Rocha: Eu participei do II Congresso de Escritores, realizado do dia 17 a 21 de abril de 1985, no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo – Capital, e naquele evento fui o único escritor representando Mato Grosso do Sul; tomei parte em diversas discussões e debates sobre o futuro do escritor no Brasil. Ao final do Congresso, foi produzida a Carta de Intenções do Escritor Brasileiro, contendo inúmeras propostas, dentre as quais, a de que a União Brasileira de Escritores – Secção/SP, que melhor funcionava até então, ficasse responsável por incentivar a criação da União Brasileira de Escritores nacional, aos moldes da OAB, com seccionais em cada Estado da Federação, e assim fortaleceríamos uma proposta de valorização da Literatura e daríamos oportunidades a todos os escritores. Retornando a Mato Grosso do Sul, difundi as ideias contidas na Carta de Princípios do Escritor; convidei dois amigos escritores, André Martins Barbosa e Paulo Renato Coelho Neto, e juntos assinamos o Convite para a primeira reunião no dia 29 de Junho de l.985, que foi registrada em Assembleia Geral, tendo sido escolhida a primeira Diretoria provisória que ficou assim composta:  Presidente: Antônio Lopes Lins; Primeiro vice-presidente: Luís Alexandre de Oliveira; Segundo vice-presidente: Júlio Alfredo Guimarães; Secretário Geral: Guimarães Rocha; Primeiro Secretário: Orlando Silvestre Filho; Segundo Secretário: André Martins Barbosa; Tesoureiro Geral: Luís Antônio Torraca; Primeiro Tesoureiro: Paulo Renato Coelho Neto; Segundo Tesoureiro: Tatyano Miguel Nascimento. A elaboração, a aprovação do Estatuto, e a organização do 1º Encontro de Escritores de Mato Grosso do Sul foram registradas em Ata, posteriormente registrada no Cartório do 4. Oficio em Campo Grande – MS. No dia 6 de abril de 1.986, a diretoria provisória da UBE-seccional MS foi recebida por sua Excelência Dr. Wilson Barbosa Martins, governador do Estado de Mato Grosso do Sul, em seu gabinete, e autorizou a Secretaria de Cultura do Estado de Mato Grosso Sul, através do Secretário, Dr. Vicente Sarubb, viabilizar tudo que foi solicitado para a realização do 1° Encontro de Escritores de Mato Grosso do Sul. Estiveram presentes a escritora Lygia Fagundes Telles, com a palestra: “A vida cultural brasileira”; o romancista Ricardo Ramos (filho de Graciliano Ramos), com o tema “Organização do Escritor Brasileiro e de Mato Grosso do Sul”. Houve debates, explanações e outras importantes atividades literárias.

2. SC: Em qual (quais) período(s) você presidiu a UBE/MS?
GR: Fui eleito presidente para administrar o biênio 1.988 e 1.989

3. SC: Durante sua gestão, o que considera como ponto(s) positivo(s) para a entidade?
GR: Lancei o Projeto: “O Escritor na Escola UBE/MS” e o realizei em parceria com a Secretaria de Educação do Estado de Mato Grosso do Sul, e em alguns municípios como Dourados, Ponta Porã, Fátima do Sul, Vicentina e Culturama. Lancei o projeto: “Conheça o Escritor de MS”, o qual consistia em exposição das obras de nossos associados e palestras, muitas delas presenciais. Ambos projetos propiciavam um contato direto do aluno/professor com quem produzia literatura, que eram nossos escritores. Consolidei a Noite da Poesia, tendo sido criado um Decreto- Lei pela Câmara de Vereadores de Campo Grande –MS, e sancionado pelo então prefeito Lúdio Martins Coelho, com apoio do Secretário de Cultura, senhor Francisco de Lagos Viana Chagas e que tinha a seguinte proposta: realizar em local público, anualmente, sempre no terceiro sábado de maio, um evento literário em que fosse homenageado um (a) escritor (a) já falecido e um (a) escritor (a) vivo para exaltar os bons trabalhos de nossos autores, ficando estabelecido que a UBE/MS sempre seria a promotora do evento com a apoio cultural da SEMCE e outros amigos da Literatura. Resgatei a valorização da poesia, que teve sua primeira Noite na cidade de Naviraí, no dia 27 de novembro de 1.981, coordenada por mim, tendo participado os poetas Alex Fraga, Altair Batista de Oliveira, David Espinosa e Nemo, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Naviraí- MS. Fundamos a AEN (Associação de Escritores Novos) que visava congregar escritores e buscava visibilidade de suas literaturas. Dia 19 de Dezembro de 1.981, foi realizada a Noite da Poesia de Dourados-MS, com aproximadamente 22 participantes levados pelo ideal de declamarem e difundirem sua arte. A AEN (Associação de Escritores Novos) realizou, em Ponta Porã- MS, a Noite de Poesia, no dia 29 de janeiro de 1.983, e o escritor e filho de Ponta Porã-MS, Elpídio Reis, membro da Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, registrou as seguintes palavras: “Encantei-me com o que os moços de Dourados me proporcionaram em termos de poesia pelo que presenciei por ocasião da 1ª Noite de Poesia de Ponta Porã-MS. Sou levado a aconselhar que as prefeituras municipais, onde os integrantes da AEN aportarem para as Noites de Poesias, que lhes deem apoio material” (Jornal As Palmas. Rio de Janeiro, 02 de fevereiro de1.983; Jornal Correio do Estado, 12 de março de 1.983). A 1ª Noite de Poesia realizada em Campo Grande ocorreu no dia 21 de maio de 1.983, e nesse evento houve a mudança, apoiada por todos, da denominação “Associação de Escritores Novos” para Movimento dos Escritores Independentes.” Convém registrar que os poemas apresentados e declamados naquela 1ª Noite não tinham caráter classificatório, vindo isto a ocorrer a partir da 2ª Noite da Poesia, realizada no dia 13 de maio de 1.989, partindo a ser inclusa no Calendário Cultural de nossa Capital Morena, Campo Grande-MS. Resumindo, penso que os pontos positivos realizados em nossa gestão se concentram na valorização dos escritores e poetas de Mato Grosso do Sul com esses fatos anteriormente relacionados e ainda: presença em dois encontros para se discutir e traçar Políticas Públicas de Cultura, presença numa representação nacional, com vistas ao mesmo propósito. Também o atendimento aos pleitos da UBE/MS, por três governadores de Mato Grosso do Sul, Dr. Wilson Barbosa Martins, Dr. Ramez Tebet, dr. Marcelo Miranda, comprovam a importância da entidade para MS. O apoio do então Deputado Estadual, André Puccinelli, nos concedendo a palavra na Assembleia Legislativa de MS para tratar de assuntos sobre nossa entidade, e seu efetivo apoio para levar o Projeto: “o Escritor na Escola UBE/MS” para Fátima do Sul, Vicentina, Culturama e Dourados-MS, são pontos que considero altamente positivos em nossa gestão.

4. SC: Houve ponto (s) negativo(s)? Qual(is)?
GR: Sim. O fato de alguns escritores e poetas discordarem do Decreto Municipal nº 5882, de 22/05/1989, que criou a Noite da Poesia, alegando não se fazer poesia com “decretos e nem leis” e não havendo necessidade de se ter recursos previstos com datas fixas para se fazer eventos literários – poéticos para ficarem registrados na História cultural de nossa cidade. O tempo mostrou que esses que eram do contra estavam errados.

5. SC: Do seu ponto de vista, o Estatuto da UBE/MS, que sofreu reforma em 2016, está atendendo às expectativas dos associados e do nosso cenário literário? Se não, que modificação(ões) ainda são necessárias?
GR: Não acompanhei essas modificações estatutárias, mas penso que seria adequado garantir estatutariamente o resgate de valores do seu passado.

6. SC: Fale, em breves linhas, sobre você, seguindo a sequência: local de nascimento; formação; obras publicadas.
GR: Antônio Alves Guimarães. (Guimarães Rocha) Nasceu em 03 de Julho de 1.956, Quixeramobim – Ceará. Policial. É formado em Letras pelas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (1988-FUCMT); pós-graduado em Educação (1986-UFMS), letrista de mais de 41 músicas em parceria com o conhecido Mestre Galvão, e 01 com Rubênio Marcelo; no CD “Amigos Cantam o Poeta Guimarães Rocha”, diversos intérpretes da música popular de Mato Grosso do Sul Gravaram seus poemas musicados. Possui 23 livros lançados no Brasil.

7. SC: Agradecemos sua atenção em responder esta breve entrevista, com o nosso compromisso de fazê-lo, posteriormente, de forma individual. Poderia, por favor, deixar alguma mensagem para todos desta nova Diretoria e também para seus associados?
GR: À nova Diretoria, que Deus os ilumine sempre, para ter a grandeza de viver para servir.

******

GUIMARÃES ROCHA – POETA E ESCRITOR
União Brasileira de Escritores – MS
Academia Maçônica de Letras – MS
Academia Sul-Mato-Grossense de Letras
Academia de Literatura e Estudos de Corumbá-MS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.